X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
MENU

Dicionário Imobiliário

Dicionário Imobiliário

Dicionário imobiliário


Administradora Condominial: empresa que presta serviços de administração de imóveis em condomínios.


Agente Financeiro: instituições financeiras, públicas ou privadas, autorizadas pelo Banco Central do Brasil, com a função básica de captar e aplicar recursos, geralmente no setor imobiliário de habitação.

Alienação fiduciária: transferência de um bem móvel ou imóvel, do devedor para o credor, como garantia de pagamento de uma dívida.

Alvará: documento emitido por órgão público que permite o funcionamento ou construção de comércios, eventos, etc.

Amortização: pagamentos periódicos realizados para abater/reduzir o valor total de uma dívida.

Área computável: área máxima permitida para a construção em um terreno.

Averbação: anotações de quaisquer alterações que ocorram no registro do imóvel (mudança de estado civil do proprietário, mudança do nome da rua…), feitas pelo Cartório de Registro de Imóveis.

Benfeitorias: obras ou reparos realizados em um imóvel para melhorar seu estado, embelezá-lo ou solucionar um problema.

Calafetação: ato, processo ou efeito de impedir a passagem de líquidos ou de ar pela vedação (calafetar).

Caução: garantia dada através de títulos, objetos de valor, ou mesmo dinheiro, de que determinada dívida contratual (ex: financiamento imobiliário, aluguel) será paga.

Cessionário: pessoa a quem se transfere direitos e/ou obrigações por meio de cessão.
Carta de crédito: documento que concede empréstimos a alguém com a validade prorrogável de 30 dias.

Comissão: forma de pagamento recebida pelo corretor de imóveis, como intermediário nas transações de compra e venda. (corretagem)
Comprometimento de Renda: percentual máximo que deve ser comprometido mensalmente em prestações de um financiamento.

Contrato de Compra e Venda: contrato entre duas partes em que o vendedor se compromete a vender seu bem (imóvel ou móvel) e o comprador se compromete a comprá-lo nas condições acertadas.

Condômino: maneira usual de se referir aos membros de um condomínio.
Convenção de condomínio: documento jurídico que estabelece as normas de convivência entre os condôminos.

Correção monetária: atualização do valor da moeda e seu poder de compra com base no índice de inflação atual.

Corretagem: Remuneração do corretor de imóveis por intermediar as transações imobiliárias. (Comissão)

CRECI: Conselho Regional de Corretores de Imóveis – órgão responsável por fiscalizar o exercício da profissão de corretor imobiliário.

Crédito Associativo: modalidade de crédito com recursos do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS). Destinado ao financiamento de habitações populares, possui taxas baixas.

Crédito Habitacional: empréstimo concedido pelas instituições financeiras para comprar, construir, reformar ou financiar a casa própria.

Credor: aquele que concede um crédito ou empréstimo a alguém.

Depreciação: queda de valor de mercado de um terreno ou imóvel comparado ao seu valor anterior.

Duplex: apartamento com dois andares ou pisos.

IGP-M: Índice Geral dos Preços – Calculado e divulgado pela Fundação Getúlio Vargas, pode ser utilizado para atualização monetária, principalmente após a conclusão das obras.

Inadimplência: descumprimento de obrigações como pagamento de dívidas e prestações imobiliárias.
INCC: Índice Nacional de Custo da Construção Civil – formado a partir de pesquisa de preços em sete capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília), auxilia na evolução dos custos no setor de construção.

Indexador: índice escolhido para correção monetária de contratos e ativos financeiros.
Índice de reajuste: índice pactuado em contrato, utilizado para atualização monetária dos valores envolvidos no mesmo.

Inquilino: pessoa que reside em um imóvel alugado (locatário).

IPTU: Imposto Predial e Territorial Urbano – imposto sob qualquer propriedade urbana para gerar recursos financeiros para o Governo.

ITBI: Imposto de Transmissão de Bens Imóveis – tributo gerado pela transação imobiliária e cobrado pela prefeitura quando há venda de imóvel para oficializar o processo de compra e venda.

ITR: Imposto Territorial Rural – imposto sob qualquer propriedade rural para gerar recursos financeiros para o Governo
Juro de mora: juros diários cobrados como multa por causa do atraso no pagamento de uma dívida.

Lambris: revestimento interno de parede para fins decorativos ou proteção contra frio, umidade e barulho.

Loft: apartamento ou casa que possui planta diferenciada, com espaços abertos integrando os cômodos do imóvel.

Mora: demora, atraso, retardamento na execução de uma obrigação.

Mutuário: aquele que recebe recursos por empréstimo (recebedor), para compra de imóveis.

Pé-direito: distância entre o piso e o teto de um imóvel. O padrão varia de 2,5m a 2,9m.

Pé-direito duplo: distância dobrada do padrão entre o piso e o teto de um imóvel. O padrão varia de 2,5m a 2,9m.
Pulmão de segurança: dois portões instalados próximos e paralelamente, junto ao acesso de pedestres e veículos de um imóvel para identificação de quem entra e sai do local.

Quórum: número mínimo obrigatório de pessoas presentes ou formalmente representados, para realização de uma assembleia deliberativa.

SECOVI: Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Administração de Imóveis – representa empresas que trabalham com imóveis em diferentes âmbitos como: administração, compra, venda, locação, além de loteamento e incorporação de terrenos e condomínios.

Securitização: conversão de empréstimos bancários e outros ativos em títulos para vendê-los a investidores.
SFH: Sistema Financeiro da Habitação – capta recursos para a área habitacional e financia a construção e a aquisição da casa própria.

SFI: Sistema Financeiro Imobiliário – autoriza a securitização dos créditos imobiliários e introduz a alienação fiduciária no mercado imobiliário.

Sistema Fotovoltaico: sistema de energia solar (painéis solares) usada para iluminação dos empreendimentos no período noturno.

Tabela Price: sistema em que as parcelas do financiamento são fixas, através da cota de amortização e de juros que variam inversamente ao longo do tempo.

Tabela SAC: Sistema de Amortização Constante – sistema em que as prestações do financiamento são reduzidas ao longo do tempo.

Taxa efetiva: taxa cujo o período de formação e incorporação de juros ao capital ocorrem ao mesmo tempo em que a taxa é referida.

Taxa nominal: é a taxa de juro firmada em contrato que se acrescentará às prestações, referente ao período de um ano.

Triplex: apartamento com três andares ou pisos.

Valor venal: valor atribuído pela prefeitura a cada imóvel, levando em conta sua metragem, localização, destinação e características. Valor venal significa valor de venda.

VGV: Valor Geral de Vendas – calculado por meio da soma do preço unitário de venda de todas as unidades lançadas.

Vício Oculto: defeitos que não podem ser detectados na vistoria, decorrentes de erros de construção, peças e materiais.

Vista eterna: vista voltada para área de casas em zoneamento Z1, ou seja, de características estritamente residenciais e onde não é permitida a construção de prédios.
Curtiu os termos e seus significados do dicionário imobiliário? Esses são os principais exemplos do que  você mais vai ouvir dos profissionais da área de imóveis.